Artista Montessantense é Destaque em Exposição no Tribunal de Justiça do Estado da Bahia

Representando o Nordeste e o Sertão, a Artista Plática, Escritora e Poetisa, Socorro Cabral, nascida em Monte Santo - Nordesta do Estado da Bahia, foi selecionada para ter a honra de expor suas obras na principal Galeria de Arte do TJBA, no Centro Administrativo da Bahia-CAB. A Exposição estará disponível até esta sexta, (07/10).

Por: Redação 1
07, out. de 2022 às 17:02 • Atualz. 07, out. de 2022 às 20:05
Siga-nos no Google News
Artista Montessantense é Destaque em Exposição no Tribunal de Justiça do Estado da Bahia

A Artista Plástica, Escritora e Poetisa, Maria do Socorro Cabral, natural de Monte Santo - Nordeste do Estado da Bahia (Região do Sisal), foi selecionada pela Curadoria de Arte do TJBA, para expor as suas obras no átrio do Edifício-sede do Poder Judiciário da Bahia (PJBA) que fica localizado no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador, trazendo personagens sem rosto como uma forma de protesto e representando o Sertão Nordestino, de uma forma artística e sustentável. A artista foi selecionada entre outros artistas, para ter a honra de expor suas obras na sede do poder Judiciário.

Em suas telas, Socorro expressa em corres, contando histórias reais do sertão nordestino, como a saga de Antônio Conselheiro, Luiz Gonzaga, Banda de Pífanos e outros. Apesar de ter um carinho por cada uma de suas obras, algumas contando histórias sequenciais, que contabilizam mais de cem, ela tem suas favoritas comoA Costureira”, “A oração das 18 horas” e “O Pagador de Promessas”. “Cada quadro desse tem uma história a contar”, ressaltou a artista. 



Maria do Socorro sempre foi apaixonada pela arte. Conta que decidiu se tornar artista no momento em que um de seus irmãos desenhou a imagem de Jesus Cristo na cruz e ela ficou apaixonada pela obra. A artista confessa ter tido medo, inicialmente, pois apenas fazia cordéis e na Pandemia tentou pintar quadros, não parou mais. 

“O mundo lá fora, hoje, é o que é, graças aos nordestinos e aos sertanejos. Mas ainda somos muito desvalorizados e zombados. Foi da flor de um mandacaru que brilhou Minas, Rio de Janeiro, São Paulo, etc”, afirmou a artista, em referência às inspirações para suas obras, que fazem um resgate histórico. 

Ela convida a todos para visitarem sua Exposição, que permanece no PJBA até esta sexta-feira, 7 de outubro. “Venham Conhecer um trabalho que não pode morrer, uma história que é real. Não é uma história fictícia, ela existe, porém, está sendo apagada. Se não houvesse artista para descrever a história, ela já teria acabado, e eu sou uma resistente, uma pessoa que luta, desde 2005, para que minhas obras tenham reconhecimento, na história do meu Monte Santo, da nossa Bahia, do nosso Brasil e do Mundo”, afirmou. 


A artista ainda convida a todos para seguir o seu Instagram, onde ela mostra um pouco do seu trabalho e caso alguém deseje adquirir uma das suas telas, (arte pura da nossa conterrânea, é só entrar em contato pelo link do Instagram.

https://www.instagram.com/artesnosertao/

Fonte: MonteSanto.net com informações do TJBA



Siga o MonteSanto.net no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão
O que estão dizendo

Deixe sua opinião!

Assine agora e comente nesta matéria com benefícos exclusivos.

Sem comentários

Seja o primeiro a comentar nesta matéria!

Carregar mais
Carregando...

Carregando...

Veja Também
Documentário sobre Romaria de Monte Santo será exibido no Festival Audiovisual, em João Pessoa

17º Fest Aruanda anunciou o documentário sobre a Romaria de Monte Santo

Carregando..