Professor da Rede Pública de Ensino de Monte Santo Cria Aplicativo Educacional para Ampliar as Interfaces de Ensino-Aprendizagem

Trata-se do aplicativo Clique-ALFA, criado por Sidmar da Silva Oliveira, professor de turma do Ensino Fundamental em Escola Rural de Monte Santo - Bahia.

Por: Redação 1
07, nov. de 2022 às 18:02 • Atualz. 07, nov. de 2022 às 22:58
Siga-nos no Google News
Professor da Rede Pública de Ensino de Monte Santo Cria Aplicativo Educacional para Ampliar as Interfaces de Ensino-Aprendizagem

Os alunos do 4º ano, do Ensino Fundamental – anos iniciais, da Escola Municipal São Pedro, situada no povoado de Lagoa de Cima, zona rural de Monte Santo Bahia têm um novo ambiente para complementar os estudos neste período de Ensino Remoto Emergencial. Trata-se do aplicativo Clique-ALFA, criado por Sidmar da Silva Oliveira, professor da turma.


O aplicativo é um espaço virtual para os(as) aluno(as) que dispõem de aparelho celular estudarem, de forma dirigida, no horário mais conveniente. O aplicativo é intuitivo e tem o objetivo de promover o ensino-aprendizagem por meio de interfaces tecnológicas, garantindo acesso a livros literários, escrita, atividades de escrita e jogos interativos aos alunos(as).


Os cinco módulos definem os conteúdos armazenados: em apresentação, há um breve relato sobre o aplicativo; em escrita, há os encartes de atividades entregues quinzenalmente a todos os alunos da turma; em livros literários, há vários livros literários, disponibilizados em um link do Google Drive; em atividades virtuais de Matemática e em atividades virtuais de Língua Portuguesa, há links de múltiplas atividades e jogos pedagógicos de Matemática e de Português que podem ser realizados no próprio celular, sem precisar fazer Download.


Como o aplicativo ainda não está disponível nas lojas Play Store e/ou App Store é necessário acessar o link do App, em <https://api.webrobotapps.com/v2/apps/download-apk/5e72af362b6d9563056232b2> e, a depender das configurações do dispositivo móvel, autorizar o Download. “Por conta deste processo de alteração das configurações do celular para autorizar o Download deste aplicativo, já fui à casa de alguns alunos para ajudar baixar o App, e atualizo quinzenalmente os módulos de atividades virtuais de Matemática e Língua Português e de livros literários”, disse o professor.


O aplicativo é uma iniciativa do professor para ampliar as possibilidades de ensino-aprendizagem em um período que demanda engajamento coletivo para atenuar os prejuízos educacionais provocados pela suspensão das aulas presenciais em decorrência da COVID-19. “Sei que há limitações das mais diversas ordens na promoção do Ensino Remoto Emergencial, mas é preciso engajamento e criatividade do todos(as) para superar os desafios diários e construir novos caminhos para que a educação continue em movimento”, completou.


Sobre o contexto atual, o professor disse que “pensarfazer educação tem exigido novas competências e habilidades, reinvenção das práticas pedagógicas e novas trilhas de ensino-aprendizagem”. Estamos vivenciando um tempo de incertezas, perdas, angústias, reflexões e tantas outras questões que atingem a humanidade. “Precisamos transitar em espaços-tempos (des)conhecidos, reinventar-se cotidianamente e abrir-se aos novos aprendizados. Prédios escolares fechados não pode ser sinônimo de escolas fechadas. O pouco que podemos fazer, precisamos fazer com muita vontade. Este é um momento em que o pouco significa muito”, disse.


Na educação não há receita ou método infalível, mas é necessário fazer um ano letivo com muito empenho e compromisso com os(as) alunos(as) e familiares, com a educação local. Há mais de um ano sem aulas presenciais e com a incerteza do retorno, “é preciso engajar-se no lema que embasa o quefazer docente de nossa escola desde 2020, quando atuava na direção: mesmo distantes, vamos aprender juntos”, completou o professor.


Destaca-se que a iniciativa da criação do aplicativo aconteceu em 2021, quando o Ensino Remoto estava em voga no município. Com o retorno das aulas presenciais, a partir de 2022, a aplicativo foi ressignificado e passou a ser utilizado também no ensino presencial como interface complementar. “Integrar as tecnologias digitais à prática pedagógica é, ao mesmo tempo, um desafio é uma necessidade contemporânea”, finalizou o professor.


 

INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES:

1. Resumo do currículo/biografia

Sidmar da Silva Oliveira é professor da Educação Básica na Rede Básica na Rede Municipal de Ensino de Monte Santo-BA. É doutorando em Crítica Cultural pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB), mestre em Educação e Diversidade (UNEB), graduado em Pedagogia pela Faculdade do Sertão Baiano (FASB), especialista em Alfabetização e Letramento Educação Infantil e Anos Iniciais do Ensino Fundamental pela FASB e em Educação do Campo e em Gestão Escolar pela Universidade Cândido Mendes (UCAM). É membro dos grupos de pesquisa Lingua(gem) e Crítica Cultural e Grupo de Pesquisa intitulado Grupo de Estudo e Pesquisa em (Multi)letramentos, Educação e Tecnologias (GEPLET) e desenvolve estudos e pesquisas sobre educação, alfabetização, letramentos, e formação continuada de professor. E-mail: sydy.oliveira10@gmail.com

 


Fonte: Montesanto.net 



Siga o MonteSanto.net no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão
O que estão dizendo

Deixe sua opinião!

Assine agora e comente nesta matéria com benefícos exclusivos.

Sem comentários

Seja o primeiro a comentar nesta matéria!

Carregar mais
Carregando...

Carregando...

Veja Também
Documentário sobre Romaria de Monte Santo será exibido no Festival Audiovisual, em João Pessoa

17º Fest Aruanda anunciou o documentário sobre a Romaria de Monte Santo

Carregando..