Eleição para governador da BA terá segundo turno entre Jerônimo Rodrigues e ACM Neto

Com 99% das urnas apuradas, por volta das 23h25, Jerônimo (PT) tinha 49% e ACM Neto (União) 40%.

Por: Redação 1
03, out. de 2022 às 00:38
Siga-nos no Google News
Eleição para governador da BA terá segundo turno entre Jerônimo Rodrigues e ACM Neto

Com 99% das urnas apuradas, está definido que Jerônimo Rodrigues (PT) e ACM Neto (União BrasiL) farão o segundo turno nas eleições da Bahia. A definição ocorreu somente no fim do apuração, com 99,08% das urnas apuradas. Com isso, depois de 28 anos, a eleição para governo do estado será definida em uma nova rodada.

Jerônimo Rodrigues (PT) e ACM Neto (União Brasil) decidirão no próximo dia 30 quem será o futuro governador da Bahia. O resultado ficou matematicamente confirmado às 22h50, de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Com 99% das urnas apuradas, o ex-secretário de educação tinha 3.974.015 votos (49%) no primeiro turno e o ex-prefeito de Salvador, 3.294.467 votos (40%). João Roma (PL) recebeu 734.012 votos (9%) e ficou em terceiro lugar.

Veja o resultado da apuração: em todo o estado

O resultado, com Jerônimo a frente, se mostrou diferente das pesquisas de intenção de voto divulgadas no sábado (1), véspera da eleição, que apontavam ACM Neto na liderança de intenção de voto divulgadas pelo Ipec (antigo Ibope) e Datafolha. No entanto, ambas já registravam o crescimento de Jerônimo Rodrigues.

O estado volta a ter segundo turno depois de 28 anos. A última vez foi em 1994, quando Paulo Souto (PFL) enfrentou João Durval (PMN). Após confirmação de que haverá segundo turno, a expectativa agora é pelos pronunciamentos de Jerônimo e ACM Neto.

Segundo a apuração do TSE às 23h26

João Roma (PL) tem 734.039 mil votos (9%)
Kleber Rosa (PSOL) tem 48 mil votos (0.62%%)
Giovani Damico (PCB) tem 5.924 votos (0,07%)
Marcelo Millet (PCO) tem 825votos (0,01% )

Foram registrados até o momento 496.163 (5,64%) e 235.639 (2,68%). A abstenção chegou a 2.386.347 (21,34%) de eleitores.

A Campanha

Jerônimo foi muito criticado durante a campanha por seus adversários por conta, entre outros pontos, de questões de segurança pública, em decorrência dos índices de violência no estado, e principalmente por conta da educação, pasta que comandou por conta dos Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Durante a campanha, uma nova análise apontou melhorias no índice, mas o estado ainda segue entre os últimos do país. Já ACM Neto recebeu críticas por sua auto declaração como pardo. O assunto foi um dos temas que dominou o debate na TV Bahia, o último antes do pleito, realizado na última terça-feira.

Fonte: G1



Siga o MonteSanto.net no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão
O que estão dizendo

Deixe sua opinião!

Assine agora e comente nesta matéria com benefícos exclusivos.

Sem comentários

Seja o primeiro a comentar nesta matéria!

Carregar mais
Carregando...

Carregando...

Carregando..